Idioma PT | EN
Home
Santa Vitoria
Produção
Tecnologia

Tecnologia

 

Privilegiámos a utilização de avançadas tecnologias de vinificação para produzir vinhos modernos, preservando aquilo em que o tradicional acrescenta mais valias qualitativas.

 

 

No local de descarga das uvas foi feito um aterro com cerca de 3m para que esta se faça por gravidade directamente sobre as cubas. A ausência de bombas não provoca a dilaceração dos engaços, que poderiam atribuir aromas amargos aos vinhos, permitindo assim que a matéria-prima mantenha um nível máximo de qualidade.

 

Numa linha especial, utilizamos um robot "pigeaur" (pisador) que percorre em carris as 9 cubas do tipo lagar, simulando a pisa que outrora era efectuada pelo homem nos lagares tradicionais. A pisa a pé evita o esmagamento das graínhas, que confere aromas e sabores desagradáveis ao vinho.


Com o sistema "pigeaur" obtém-se um extracção intensa, mas suave. Os vinhos adquirem corpo e só os melhores aromas, sabores e cor são extraídos dos bagos. Sistemas automáticos de remontagem associados a frequentes "delestage" permitem-nos obter vinhos de elevada qualidade.


Na "delestage" (Rack-and-return), o liquido (Mosto) é retirado e colocado novamente na aparte superior da cuba, promovendo o contacto da totalidade do mosto com as películas (Manta). Desta forma obtemos um índice máximo de extracção, vinhos com mais estrutura, fruta e cor.
Nos melhores vinhos, de quantidade muito limitada recorremos ao tradicional lagar de pisa a pés.


A fermentação decorre em cubas com controlo automático de temperatura entre 23º-26ºC e com capacidades compreendidas entre 10 - 20 ton. Todas as variáveis no processo de vinificação, como tempo, temperatura, densidade, aplicações enológicas, remontagens, etc. são rigorosamente controladas por computador, para que nada falhe nos pontos mais críticos da produção.

Nalguns vinhos, durante a fermentação alcoólica, utilizam-se cubas troncocónicas, que também favorecem o contacto das películas com o mosto, possibilitando uma extracção intensa de cor e taninos.
Nos nossos Vinhos de Gama alta, privilegiamos a Fermentação Malo-Láctica em barricas novas de carvalho americano e francês. Nos restantes vinhos este processo decorre em cubas de aço inox.

A Fermentação Malo-Láctica (processo de desacidificação biológica) transforma o Ácido Málico em Ácido Láctico, tornando o vinho mais suave e elegante. Láctico provém do latim Lactis - Leite, indicando uma textura suave e amanteigada.